Notícias

  • Jun

    01

    2019

Conferência de Despoluição do Rio Tietê

Em Salto, ato de protesto contra poluição do Rio Tietê reúne centenas de pessoas
 
Ao final do evento, diversas providências foram tomadas, como a formação de um Grupo de Trabalho voltado à despoluição desse rio
 
Diversas atividades foram realizadas no último sábado, 01 de Junho, na cidade de Salto, interior de São Paulo, em um evento que teve o objetivo principal de debater, conscientizar e, acima de tudo, cobrar das autoridades competentes medidas urgentes e reais quanto à despoluição do Rio Tietê.
A iniciativa foi idealizada e promovida por um grupo da cidade, denominado “Fraternidade Solidária”, totalmente apartidário e formado por integrantes da Associação Comercial de Salto (ACIAS), Associação das Indústrias de Salto (ASSISA), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Salto e Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Salto (AEAAS), cujo intuito é unir esforços para contribuir, mais efetivamente, com projetos, ideias e propostas de soluções em diferentes áreas do município.
O evento ocorreu durante todo o dia, com uma ampla programação e ações paralelas promovidas em diferentes espaços, dentre elas apresentações musicais, brinquedos, sorteios, caminhadas e a 1ª Conferência de Despoluição do Rio Tietê, que reuniu diversas autoridades, associações e profissionais de renomes, engajados na causa. Dentre eles, estavam, por exemplo, a advogada, ex-conselheira do CONSEMA, CONDA e CADES, com atuação reconhecida nas comissões da OAB relacionadas a Meio Ambiente, Dra. Thais Maria Leonel do Carmo; o diretor de avaliação impacto-ambiental da CETESB, Domenico Tremaroli; a desembargadora federal e embaixadora do Instituto Trata Brasil, Consuelo Yatsuda Moromizato; o presidente, coordenador e consultor de projetos sócio-ambientais da Associação Global de Desenvolvimento Sustentado, Nelson Reis Claudino Pedroso; e o advogado, jornalista e consultor ambiental, Dr. Antonio Fernando Pinheiro Pedro. 
Ao final da Conferência, diversas providências foram tomadas, como por exemplo, a formação de um Grupo de Trabalho (GT), encabeçado pela CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo) e voltado às discussões para a despoluição do Tietê.  
Como término geral do evento, centenas de pessoas deram as mãos e circularam trechos do Tietê, como um ato simbólico de abraço a esse importante rio!
 
Salto e o Tietê: a cidade de Salto é conhecido nacionalmente por ser uma das principais vítimas da poluição do Rio Tietê, recebendo periodicamente toneladas de lixos vindos de outros municípios e principalmente da capital do estado. Em épocas de chuvas fortes, por exemplo, Salto é manchete nos jornais, com matérias que destacam o transbordamento do citado rio, com toda espuma e lixo tóxico que nele se encontram.


Galeria de fotos